Páginas

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Faça amor na hora certa... para você

O amor físico ativa a liberação do hormônio da confiança, a oxitocina, nas mulheres – você se sente calma e feliz. Ele também diminui a pressão sanguínea, protegendo contra infartos e AVCs. Os homens também experimentam um aumento cinco vezes maior no nível de oxitocina um pouco antes do orgasmo.
 
Os benefícios para a saúde do sexo regular nos homens? Em um estudo com 1.000 homens na Irlanda do Norte, os que faziam sexo três vezes ou mais por semana reduziam os riscos de infarto ou AVC em 50%. Segundo os pesquisadores da Queen’s University, em Belfast, os homens que tinham orgasmos frequentes reduziam o risco de morte à metade em comparação com os sexualmente inativos. Talvez seja por isso que os homens casados por muito tempo vivem até cinco anos mais que os solteiros.
 
Mesmo assim, você pode estar preocupado com o sexo – isso é normal quando a doença visita seu casamento. Oitenta por cento dos cardiopatas, por exemplo, têm medo de fazer amor durante pelo menos seis meses após um infarto. O sexo pode não ser o mesmo – e é recomendável conversar primeiro com o médico para saber se você pertence à pequena minoria dos cardiopatas para quem o sexo pode representar um risco, se sua condição médica causa dor ou se você toma remédios que baixam a libido ou atrasam a resposta sexual. Vá com calma. Aproveite plenamente a experiência de tocar, provar, sentir.